https://www.youtube.com/watch?v=9qj9zbEw6q4
Coronavírus (Covid-19)
o vírus que se espalhou pelo mundo 
Desde o final de 2019, um vírus identificado na China chamado coronavírus começou a atingir diversos moradores da cidade de Wuhan, na China. Com o passar do tempo, o vírus foi se espalhando e, atualmente, está presente em todos os continentes do planeta.

Até o momento, já são quase 90 mil casos da doença em 64 países diferentes – incluindo quase 80 mil casos e 2.870 mortes na China. Embora o contágio tenha diminuído no país graças às medidas de quarentena impostas a mais de 50 milhões de pessoas, outros países estão se tornando fontes de disseminação da epidemia, principalmente Coreia do Sul, Itália e Irã.

A Itália, que ultrapassou mil casos de contaminação, incluindo 29 mortos, adotou medidas drásticas, como o fechamento das escolas em três regiões, o cancelamento de eventos esportivos e culturais, incluindo o adiamento de cinco partidas do campeonato de futebol (Série A), e quarentena por uma semana em 11 municípios do Norte, o pulmão econômico do país.

No Brasil, já são mais de 200 casos suspeitos do novo coronavírus. Os casos confirmados são dois – ambos no Estado de São Paulo, de pacientes que voltaram da Itália.

O NOVO CORONAVÍRUS (COVID-19)

O coronavírus não é um vírus novo. Ele já foi identificado desde 1960 e já foi responsável por duas epidemias na China (2002) e Oriente Médio (2012). O que está acontecendo desde o final do ano passado é que temos uma nova variante desse vírus que surgiu na China.

Seus principais sintomas são respiratórios, causando tosse, falta de ar, podendo levar à pneumonia, insuficiência respiratória aguda grave e até o óbito. Para se prevenir, devemos tomar os cuidados gerais para evitar as infecções virais: higienizar as mãos (com água e sabão e álcool em gel); evitar ficar levando a mão à boca e ao nariz; procurar ambientes arejados; ao tossir, utilizar a dobra do cotovelo; e fortalecer nosso sistema imune: dormir bem, comer bem e se hidratar.

Apesar da gravidade da doença, não se trata de um vírus mortal. A taxa de letalidade do novo coronavírus é, em média, de 2,5%. Mesmo assim, não podemos deixar de tomar os devidos cuidados.

Principais Síntomas:

  • Tosse;
  • Falta de Ar;
  • Febre;

Como se previnir:

  • Higienizar as mão (água e sabão, álcool em gel);
  • Evitar levar a mão à boca e ao nariz;
  • Se possível, evitar ambientes fechados com grandes concentrações de pessoas;
  • Ao tossir, utilizar a dobra do cotovelo;
  • Dormir bem, comer comidas saudáveis e se hidratar.
Orientações
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, desaconselhou que brasileiros viajem à China, exceto em caso de “estrita necessidade”. Os aeroportos estão veiculando desde o dia 24/01/2020 avisos sonoros da Anvisa sobre o coronavírus.

A mensagem, com duração de um minuto, alerta sobre os sintomas da doença e informa sobre medidas para evitar a sua transmissão.

Com relação à Europa, o Ministro da saúde informou que Brasil não irá interromper voos para o velho continente, mas pediu ‘bom senso’ na hora de decidir viajar para fora do país – sobretudo ao norte da Itália.

“A regra continua sendo a mesma; se você tem sintomas como febre, é melhor não viajar”, disse. “Se está vindo de áreas como a Europa e a China e tiver tosse, coriza, febre, procure uma unidade de saúde”, disse.

Assista o vídeo campanha oficial do Ministério da Saúde.

O mercado do Turismo

A disseminação do coronavírus está gerando grande impacto negativo para o turismo internacional. Pessoas do mundo todo estão adiando viagens e alterando os roteiros por causa do surto causado pelo novo coronavírus. De acordo com o Conselho Mundial de Viagens e Turismo, a epidemia pode fazer o setor perder US$ 22 bilhões, principalmente na Ásia.

Por conta do coronavírus, a China proibiu excursões e vendas de pacotes de hotel e voo. A suspensão já está provocando impacto em dezenas de destinos ao redor do planeta. A China é o maior mercado mundial de viagens de ida e volta, passando de 4,5 milhões de viajantes, em 2000, para 150 milhões de pessoas, em 2018.

Fique ligado em nossas redes sociais para novas atualizações

Acompanhe a situação do Coronavírus no mundo.

Clique no link abaixo e veja em tempo real o mapa oficial da OMS.

Acesse o mapa da OMS